A Terapia pela Voz dos Pacientes: Testemunho do EMDR 5

A Dra. Sofia, para além de bastante competente, é dotada de empatia e sensibilidade.
Sendo também bastante adaptável e consciente das diversas necessidade e etapas de um processo terapêutico, é fácil confiar-se nela e no seu trabalho.

Recomendo EMDR, pelo efeito desbloqueador de emoções, e de experiências mais marcantes e traumáticas.

É uma terapia que me foi muito eficaz no tratamento de ansiedade e depressão.
É incrível como nos recordamos de determinadas momentos, e por mais tempo que passe, nos marcam de uma forma que nos impede de viver com a felicidade e realização que merecemos sentir.
EMDR foi crucial na libertação emocional, e na 'limpeza' de experiências traumáticas, dando-lhe um significado menos importante e menos pesado.

A par com a terapia, a Dra. Sofia ajudou-me a ganhar novas perspetivas sobre a vida, sobre as minhas vivências, e sobre mim mesma.
Para além de ser uma excelente Terapeuta, é também um ser-humano com muita humanidade.

É experiente e conscienciosa do papel importante que desempenha em cada caso, e por isso recomendo-a vivamente!
Uma pessoa e profissional em quem voltaria a confiar sem qualquer dúvida.

Carla

A Terapia pela Voz dos Pacientes: Testemunho do EMDR 4

A Terapia pela Voz dos Pacientes: Testemunho do EMDR 4

 

O QUE É PARA SI O EMDR?

Ao princípio confesso que não percebi muito bem como a técnica EMDR me poderia ajudar. Achar que a concentração num episódio marcante da minha vida, juntamente com pequenas e ritmadas batidas nos meus joelhos iriam provocar algum efeito concreto na forma como me sentia, era um pouco demais. O facto é que desta combinação, juntamente com a orientação da psicóloga que, pontualmente, parava para fazer o ponto da situação dos meus pensamentos e emoções, resultou um percurso pelo passado e presente das minhas emoções e sentimentos.

É uma técnica que permite uma tomada de consciência e um confronto lúcido com o que nos perturba. Sem ser invasiva ou causar qualquer tipo de incómodo físico, obriga a que olhemos para dentro de nós e da nossa vida duma forma tão nítida que a alteração de comportamento, embora lenta e por vezes desconfortável, é inevitável.

QUE EFEITOS SENTIU DURANTE A APLICAÇÃO DO EMDR?

Fisicamente a aplicação da técnica traz tranquilidade. É um momento de relaxamento em que o nosso pensamento percorre momentos e situações que fazem parte da nossa vida. Emocionalmente, senti uma torrente de sentimentos e emoções que acabaram quase sempre por ser exteriorizados pelo choro. O que não foi mau, antes pelo contrário. Quando o choro finalmente parou, com ele pararam de me afetar de forma tão intensa como afetavam situações, pessoas e comportamentos. Percebi que estaria melhor quando deixei de chorar durante a aplicação da técnica de EMDR. Há, portanto, um certo reflexo físico da técnica que se manifesta de forma negativa sempre que somos confrontados com o nosso problema e de forma positiva e apaziguante quando ultrapassamos o problema. Apesar de algumas sessões terem sido emocionalmente muito exigentes, a parte final era sempre de reposição de calma da harmonia possível. O facto de ser uma técnica em que se está consciente durante toda a sua aplicação faz com que o momento de reflexão pessoal se mantenha para além da sessão e se fique melhor preparado para lidar com as situações problemáticas.

QUE RESULTADOS OBTEVE COM O EMDR?

Os resultados foram muito positivos uma vez que consegui perceber o que me perturbava e como me perturbava. Percebi as implicações que o meu problema tinha no meu dia a dia. Apesar de ser um processo de melhoria, o que obriga a uma auto supervisão de sentimentos e comportamentos, o que obtive de mais importante foi a consciência lúcida do meu problema. Agora sei quais são os “gatilhos” mais perigosos, sei como me proteger de situações emocionalmente mais exigentes e sei como repor a estabilidade quando confrontada com momentos de crise. Ser um método que não recorre a medicamentos é muito positivo, para além disso, a sensação de que a cura depende em grande parte de nós é fundamental para o aumento dos níveis de motivação e de confiança.

Sofia

A terapia pela voz dos pacientes: Testemunho do EMDR 3

O que é para si o EMDR?

É um método de controlo de sensações negativas através da estimulação táctil ou por movimentos oculares.

Que efeitos sentiu durante a aplicação desta técnica?

Senti uma diminuição dos aspectos negativos relacionados com memórias traumáticas. Recordar memórias traumáticas induz sempre sensações negativas por parte do organismo. Essas sensações vão crescendo tipo bola de neve e vão-se apoderando do nosso espírito. Introduzindo neste sistema uma estimulação física, as sensações por ela produzida vão misturar-se e sobrepor-se aos estímulos provenientes das recordações traumáticas, tornando-os, assim, mais suportáveis. No final, senti um maior controlo das sensações negativas produzidas pela memória de situações traumáticas.

 

A terapia pela voz dos pacientes: Testemunho do EMDR 2

Mais um testemunho de quem utilizou o EMDR  e que pelas suas próprias palavras nos explica como o viu e o sentiu.

“EMDR é uma técnica terapêutica que ajuda os pacientes a superar memórias traumáticas através da concentração nos diferentes aspectos das mesmas.

A princípio, há que manter a mente aberta, pois os efeitos iniciais são muito subtis, mas, à medida que a terapia prossegue, é possível sentir as emoções negativas a tornarem-se menos intensas e descobrir diferentes dimensões emocionais das memórias traumáticas.

Através do EMDR, consegui com que certas memórias deixassem de ser perturbadoras.”

Pedro Polónio

Fobias e Voracidade Alimentar

Fobias

Segundo a psicanalista Karen Horney, por detrás das fobias e ataques de ansiedade estão hostilidades reprimidas para com alguém. Torna-se, por isso, importante indagar se o início dos medos coincide com algum episódio de disputa ou com um acontecimento relacional significativo. Será o sentimento reprimido relativo a esse alguém que terá de ser desbloqueado, para libertar a pessoa dos sentimentos de medo.

Voracidade Alimentar

Crises de Voracidade Alimentar sem purga, é a tradução mais adequada do inglês Binge Eating. Este distúrbio do comportamento alimentar é caracterizado pela ingestão descontrolada de comida e consequente aumento de peso.

As Crises de Voracidade Alimentar são um distúrbio do foro alimentar recentemente descoberto. Inicialmente era considerada como um sintoma de uma outra grave doença do comportamento alimentar, a Bulimia Nervosa. Esta última foi descoberta no início da década de 80 e tem como principal sintoma a ingestão alimentar compulsiva, à qual se seguem os mecanismos purgativos, sendo o principal, a indução do próprio vómito. Nas crises de Voracidade Alimentar não se seguem mecanismos purgativos após uma ingestão alimentar compulsiva.

O problema pode, por exemplo, ter início na infância, quando são formados os hábitos alimentares. O indivíduo afectado vê nos alimentos a forma de ultrapassar o stress, os conflitos emocionais e os problemas quotidianos. Quanto mais peso ganha, mais se esforça por fazer dieta. E é a dieta que leva, habitualmente, à seguinte ingestão excessiva de alimentos, precedida de sentimentos de culpa e fracasso. Um ciclo que continua indefinidamente, se não forem tratadas as causas emocionais.

De um modo geral, o doente sente-se fora de controlo, mas tem consciência que os seus hábitos alimentares não são normais. As Crises de Voracidade Alimentar ainda não são levadas suficientemente a sério. Os doentes acabam muitas vezes por ser direccionados para clínicas de emagrecimento e centros de beleza, em vez de receber tratamento para as causas psicológicas. Tal como a Anorexia e a Bulímia Nervosas, as Crises de Voracidade Alimentar são um problema grave e, ao contrário do que é mais comum na Bulimia Nervosa, as Crises de Voracidade Alimentar também afectam os homens.

A hipnose e a auriculoterapia são terapêuticas utilizadas neste tipo de patologias. Com a primeira procura-se quebrar hábitos alimentares e resolver as questões emocionais e, com a segunda, reduzir o apetite.

Fonte: www.comportamentoalimentar.pt

 

A “Receita Básica” da EFT

Para poderem treinar em casa, exponho, claramente, os passos básicos desta técnica.

Juntamente adiciono a figura com os pontos precisos e um vídeo para se orientarem nos primeiros tempos (com o tempo ficam a saber o processo de cor). Aconselho a que vejam o vídeo primeiro, antes de seguirem os passos.

Frase: “Mesmo que eu coma compulsivamente/tenha medo de voar/ o meu pai me tenha insultado (colocar o problema aqui, o mais específico possível. É importante estar conectado com o problema através de uma imagem, emoção e frase), eu aceito-me completa e profundamente.”

  1. Dizer a frase + tocar no “karate chop”. Faze-lo 3 vezes.
  2. Tocar nos pontos (ver imagem e vídeo) + dizer frase ou palavra relacionada com o problema.
  3. Avaliar se a perturbação com o problema melhorou, ou seja, se emocionalmente estou menos perturbado. Caso tenha melhorado mas ainda não passado voltar a repetir a sequência.
eftreceita  

More Articles ...